Bem-vindos!

Toda noite, antes de dormir, penso em vocês, e programo algo bem bonito para postar. Assim, vou dormir feliz, com pensamentos bons.
No dia seguinte, após acordar e fazer o que costumamos fazer nas manhãs, sento-me e posto algo bem bonito para vocês.
Assim, meu dia começa bem!

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Uma obra de arte que me fez chorar de emoção

Algumas obras de arte são amigos nossos. Não precisamos ter ido ao Louvre para reconhecer a Monalisa, por exemplo. Ela faz parte da vida da maioria das pessoas. Uma obra que eu só conhecia de livro era Madonna Sistina do artista surrealista Salvador Dali. Alguns críticos consideram Dali um artista menor, mais um ilustrador do que um grande artista. Mas deixo a razão pra lá e vou em busca da emoção.
Então a vida me deu de presente uma viagem à Nova Iorque, e acompanhada por uma amiga e colega artista plástica. E lá fomos nós ao Metropolitan  e me deparei com a Madonna Sistina , essa obra  que vemos acima. Eu já a conhecia há muitos anos , mas ela morava em um livro. Era intrigante. Porém, vê-la assim , na minha frente, me fez cair em um choro compulsivo. Que emoção!
Lembrando que não havia computadores da época, percebam a perfeição dos pequenos círculos. A obra, vista de perto, nos dá apenas círculos brancos e acinzentados salpicados de tinta grossa, cor de rosa. 
Como mostra a ilustração ao lado. Vemos em primeiro plano essa corda com um papel amassado com a assinatura do artista, e a outra com essa cereja pendurada. Percebam no canto dirento os tais salpicos cor de rosa.
No entanto, ao nos afastarmos muito  da obra vemos uma orelha, uma enorme orelha! Talvez seja  a orelha de Gala, sua mulher, já que uma das coisas que o atrairam tanto a ela foi exatamente sua orelha, pois tinha uma verruga igual a de Picasso! Mas o artista dizia que era a orelha de um anjo.
Mas, a meia distância, vemos a Madonna Sistina do pintor renascentista Raffael( Sistina por apresentar a presença de São Sisto à esquerda . Santa Bárbara é quem está à direita)
Talvez essa seja uma da obras mais conhecidas de Raffael. Os anjinhos crianças já foram símbolo da loja de modas Ferucci. Vemos que no canto esquerdo a mitra papal em um plano horizontal, na terra, enquanto o Papa , já santificado, estava no céu. Certamente ele olha para a Madonna e aponta para nós, pedindo que Nossa Senhora cuide da gente. Nossa Senhora tem um semblante preocupado, tanto ela quanto menino Jesus não estão com a expressão de beatificante bondade como normalmente são imaginados. As nuvens, ao fundo, viram zilhões de querubins (anjinhos sem corpos, só asas e rosto)e, ao chão, dois deles muito humanos, são duas crianças e estão apoiadas na parte material da imagem, no altar, um altar com cortinas. Ah! como a arte nos mostra beleza e sentimento! E sim,a versão de Dali me fez quicar de tanta emoção!

Nenhum comentário:

Postar um comentário