Bem-vindos!

Toda noite, antes de dormir, penso em vocês, e programo algo bem bonito para postar. Assim, vou dormir feliz, com pensamentos bons.
No dia seguinte, após acordar e fazer o que costumamos fazer nas manhãs, sento-me e posto algo bem bonito para vocês.
Assim, meu dia começa bem!

sábado, 14 de julho de 2012

Ainda o silêncio, uma história real

Bom dia! Ah! hoje eu recebi a visita de um beija-flor de rabo acanelado! Eu ouvi seu ruído, encantada o segui. Distraída derrubei o sabão , ah! mas valeu a pena! Ele deu uma voltinha pela cozinha e se foi.

Ruído de assa de beija-flor é barulhinho bom. Quantos barulhinhos bons você conhece?

A história real com nome aos bois, ou melhor, aos senhores.
Quem me contou foi o próprio protagonista. Com a palavra o saudoso editor Enio da Silveira:
" Eu cheguei em casa após um excelente jantar. Servi-me de uma dose de  uisque e coloquei na vitrola um disco de Mozart. Empolgado com a música e a bebida, aumentei o som. Era tarde, próximo à meia-noite. O telefone toca.
- Alô!
-Alô! aqui fala seu vizinho de cima. O senhor poderia acabar com esse barulho?
-  Errado! Não é barulho! É Mozart!
- Que seja. Poderia acabar com Mozart pois preciso dormir.
- Errado novamente! O senhor não devia estar dormindo. Devia estar aqui, comigo, tomando um excelente uisque ouvindo Mozart!
Click!
Logo a campanhia tocava e um Candido Mendes de pijamas surgia à porta para ouvir Mozart e tomar uisque com o vizinho. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário